Siga a SOS Corpo

ENTRE EM CONTATO COM A ESCOLA

contatos@soscorpo.com.br

 

 

 

 

ANATOMIA HUMANA - CORPO HUMANO

O estudo da anatomia tem evoluído muito com o apoio da tecnologia. Através da internet, possibilitamos conteúdo informativo referente a esta importante ciência. Leia mais...

 

 

MODELOS ANATÔMICOS

Para conhecer alguns modelos anatômicos clique aqui

Visitas
1759878

A Massagem, que estilo escolherá?

 

   Para muitos, a massagem está dividida em dois grupos: as de origem oriental e as ocidentais.

   Nesta ótica elas podem ser  classificadas de acordo com o seu objetivo. Sendo assim, temos o grupo das que visam a manipulação energética (buscando o equilíbrio) e as que buscam a desintoxicação (e a consequente nutrição) do tecido através da circulação de retorno, venosa ou linfática.

   Também há os que classificam a massagem quanto ao que sensibilizam: Terminais Energéticos e Terminais Nervosos. As massagens chamadas Reflexas (Podal, Quirodal e Auricular) que preferimos chamá-las de Sensibilizantes, atuam sensibilizando terminais nervosos, diferentemente das que procuram a manipulação de terminais energéticos (Shiatsu, Ayurvédica, Tuiná, entre outras). Quando a sensibilização é nervosa não existe a preocupação de "sedar ou tonificar" já, quando se faz a manipulação de terminais energéticos isso é fundamental. Quanto a essa classificação é importante entender que não se pode atuar na circulação venosa ou linfática sem sensibilizarmos terminais nervosos que estão na pele. Em outras palavras, a massagem que visa a nutrição ou a desintoxicação  celular pelo retorno venoso ou linfático também atua no Sistema Nervoso. Por esse motivo resolvemos chamar esta massagem de Neurocirculatória. Temos então que a massagem Neurocirculatória, a pelo estilo Sueco e a Drenagem Linfática, toda vez que aplicadas otimizarão a troca dos líquidos que formam a circulação arterial-venosa e linfática além de atuarem nos Sistemas Nervosos Periférico, Central e Autônomo  (Simpático e Parassimpático). Saber disso é fundamental,  pois são sobre os efeitos nesses sistemas  que se fundamentam as indicações e contra indicações das massagens pertencentes a esse grupo, ou seja, a massagem estará indicada toda vez que o aumento da troca de líquidos resultante dos movimentos das manobras aplicadas forem benéficas e estará contra-indicada toda vez que esses efeitos forem prejudiciais ao paciente (Insuficiência Renal Crônica). Lembrar que a massagem Neurocirculatória atua também sobre o Sistema Nervoso. Atenção especial com massagem sobre o ventre em gestantes. Sendo assim, se tivermos em mente esses dois fundamentos não precisaremos de uma lista de indicações e outra de contraindicações.

   Vamos considerar algo mais sobre esse segundo grupo, o Neurocirculatório, não por desacreditar do primeiro, acreditamos, mas por praticarmos e ensinarmos o segundo.

   A massagem que tem por objetivo atuar no sistema nervoso e circulatório pode provocar diferentes efeitos variando apenas dois componentes: pressão e velocidade.

  1. Quando lenta e superficial tem propriedades relaxantes e analgésicas.

  2. Quando lenta e profunda tem propriedades desintoxicantes.

  3. Quando rápida e profunda tem propriedades nutritivas podendo ser tonificantes dependendo das manobras.

  4. Quando rápida e superficial tem propriedades excitantes do Sistema Nervoso promovendo a Neuroplasticidade.

   Refletindo um pouco sobre essas propriedades notamos que, no tratamento terapêutico, os dois primeiros efeitos são os mais indicados. É verdade que há casos terapêuticos que necessitarão dos outros. Na massagem estética se costuma usar o terceiro efeito. Na massagem desportiva, antes do "esporte", usa-se o terceiro e quarto efeitos e, após o esporte, o primeiro e segundo. Na estética, a esteticista deveria abordar sua paciente ou cliente com visão "holística" e, se assim o fizer, antes de aplicar uma massagem com objetivos tonificantes ou nutritivos faria uma massagem desintoxicante.


 

Docente: Prof. Rubens Balestro DIFEP POA/RS nº 1.956 / CREFITO nº 174.609-F