Siga a SOS Corpo

Visitas
1427094

Osteoporose, um mal que pode ser vencido

O que é osteoporose?

Uma definição simplificada seria a "não reposição do cálcio no osso" (a desmineralização é necessária e, por isso, natural).

Mas por que ela ocorre?

Na manutenção dos ossos atuam, basicamente, duas células: os Osteoblastos que fazem osso e os Osteoclastos que desfazem o osso.

Esta ação de fazer e desfazer é VITAL: O cálcio dos ossos é necessários em outro lugar, no sangue, e na concentração de 1%. Ao sair do osso, pela ação dos Osteoclastos, o cálcio encontra-se na forma iônica de CA++ tornando-se assim um Neurotransmissor para as Sinapses Neuromusculares.

Caso a concentração de cálcio, nesta forma de "íon" no sangue, baixe de 1%, literalmente morremos. Subindo, morremos também. Não podemos ter nem a mais nem a menos.

A ativação dos Osteoclastos se dá de maneira complexa envolvendo o Sistema Nervoso e as glândulas Paratireoides com os Paratormônios (PTH) e a Tireoide com a Calcitonina.

Tudo isso é normal (o osso ser desfeito e refeito). Então por que ocorre a Osteoporose? Até parece que Osteoblastos resolvem se "aposentar" diminuindo sua produção de osso enquanto os Osteoclastos continuam em plena atividade. Contudo, ainda não temos a resposta. As pistas sobre o motivo do aparecimento da osteoporose começam apontando para fatores hormonais.


1. A Osteoporose tem preferência pelas mulheres.


2. A Osteoporose costuma aparecer na "menopausa" quando existe uma profunda alteração hormonal.
Estudos mostram, porém que outros fatores podem estar envolvidos:


a. Alimentação pobre em cálcio e nos elementos necessários para absorvê-lo como a vitamina "A", e a vitamina pré - "D" e um pouco de gordura (pois a Vit "A" é "lipo – solúvel"). A antiga "Emulsão Scott" resolvia este problema (hoje temos as cápsulas de Óleo de Fígado de Bacalhau).

b. Sabemos que o cálcio, para ser absorvido do intestino, necessita da vitamina "D". Esta vitamina é formada na pele ou absorvida da alimentação na forma de "pré – vitamina" tornando-se a verdadeira vitamina "D" quando exposta ao sol (UV A/B). Temos, portanto que a exposição ao sol é requisito para a fixação do cálcio e o combate a Osteoporose.

c. Estudos feitos nos Estados Unidos mostraram outro fator envolvido. Um engenheiro da NASA, Dr. Clinton Rubin, realizou experiências com uma "ave", o peru, que tem por característica apresentar Osteoporose em suas asas. Feita a Densitometria Óssea para determinar a Densidade Mineral Óssea (DMO) da asa do peru e constatada a Osteoporose, essa foi colocada em um equipamento que movimentava sua asa. Mesmo sendo um exercício passivo a asa do peru recuperou 100% de sua DMO.
Das experiências do Dr. Clinton Rubin surgiu a plataforma vibratória chamada JUVENT que consegue uma recuperação da DMO no valor de 2% ao ano. Outro estudo digno de nota foi o realizado num "Lar para idosos". Fizeram uma Densitometria Óssea nos idosos e verificou-se que a maioria (por serem mulheres) apresentou Osteoporose.
Programou-se para estas idosas uma atividade física em forma de "Baile", um pouco, todos os dias. O "Baile" era o exercício mais adequado, pois prevenia quedas sendo que um idoso apoiava-se no outro. O resultado foi o de que, num breve período, nova Densitometria Óssea foi feita e, para surpresa de muitos, todos haviam melhorado.

Concluímos, portanto que o sedentarismo deve ser combatido. Felizmente hoje temos os "Bailes da Terceira Idade" que deixam de ser apenas divertimento para ser um eficiente tratamento para a Osteoporose. Mas o que ocorre no Baile? Hoje sabemos algo mais, o efeito da Piezeletricidade (eletricidade por pressão) consegue atrair íons de cálcio para o osso. Poderia deste efeito ser obtido através de uma "Massagem adaptada"? Ela não pode ser tão superficial, tem de ser profunda o suficiente para fazer o músculo "pressionar" o "periósteo" (pele) do osso. Com este objetivo desenvolvemos a Massagem Osteossensibilizante.

Temos portanto que a Osteoporose pode ser combatida por várias frentes:
• O médico cuida da Terapia da Reposição Hormonal (TRH);
• A nutricionista cuida para que haja um equilíbrio alimentar.
• Os familiares cuidam da exposição ao sol.
• A sociedade providencia os "Bailes para a Terceira Idade".
• Os Educadores Físicos adaptando exercícios para os idosos;
• Os Massoterapeutas utilizando a massagem, Osteossensibilizante.
Veja o resultado de 2 meses com este tratamento. O trabalho foi realizado em um grupo de senhoras com osteoporose pós-menopausa.

Como podemos observar, todos temos algo á fazer em favor de nosso "Terceirões" no Combate a Osteoporose.
 
  Prof. Rubens Balestro DIFEP POA/RS nº 1.956 / CREFITO nº 174.609-F